Estapafúrdia

Nem tudo que reluz é nobreza

Estapafúrdia é uma comédia situada na idade média fundamentada também em atemporalidade. Um espetáculo que fala de ambição, sexualidade, família, ostentação e poder, que de forma leve e divertida traz ao publico a identidade de personagens vestidos epicamente com  perfis vistos nos dias de hoje, permeando-se em fatos, acontecimentos e dizeres atuais remetido em séculos passados.

Num povoado distante chamado Ecimól, a Rainha Norma dá a luz ao seu segundo filho, Henrique. Quando percebe que o pequeno príncipe se tornara a cada dia mais feio e sua aparência cada vez mais horrenda, decide então jogá-lo do alto do Monte Sdrúbal. O que ela não imaginara é que em uma grande festa dada pela Rainha Simone, sua grande rival, uma grande surpresa lhe aguardara. Henrique que sobreviveu a queda, tornou-se um grande artesão e se vingaria dela neste momento.

 

Uma deliciosa comédia envolvendo reis, rainhas e seus castelos.

Baseada levemente nos mitos gregos de Hefesto e Narciso com enredos contemporâneos e cômicos, abordando temas da atualidade, como a beleza humana, respeito ao próximo e valores universais presentes em nosso cotidiano.